sexta-feira, agosto 17, 2007

CENA LIVRE EM SANTO ANDRÉ



“Cena Livre” promove Mostra de Teatro de Grupos em Santo André

Criar, pesquisar, descobrir, atuar. São estas as atividades em comum entre as companhias participantes do “Cena Livre”, Mostra de Teatro de Grupos que irá reunir diferentes companhias de teatro do ABC com três espetáculos infantis e um adulto no Teatro Conchita de Moraes, em Santo André, de agosto à outubro.

Depois de terem sido aprovados pelo Edital de Ocupação do Teatro promovido pela Secretaria de Cultura e Educação da cidade os grupos querem mais do que apresentar seus espetáculos. A Mostra quer abrir um novo espaço de troca entre atores e público.

Grande parte dos integrantes dos grupos são aprendizes ou ex-aprendizes de núcleos de formação e pesquisa da Escola Livre de Teatro, sediada dentro do próprio Conchita. Trazer para dentro deste espaço de criação as montagens feitas fora da sala de aula é poder compartilhar com a comunidade mais próxima os resultados práticos de uma formação que se desenvolveu ali.
Os espetáculos infantis são, Esperando Gordô, da Cia. Lona de Retalhos, Almanaque de Araque, da Cia. Levante, Brincando no Escuro, da Cia. Do Riso. Hamlet S.A., da Cia. Estrela D´Alva, é a montagem para o público adulto.

Esperando Gordô
Dias 24, 25 de agosto e 01 e 02 de setembro – 16h00
Num local aparentemente abandonado, duas personagens, Batatinha e Macaxeira esperam a chegada de uma terceira: o Gordo. Nessa espera, a platéia torna-se cúmplice de todas as brincadeiras, surpresas e confusões vivenciadas em cena. Com a Cia. Lona de Retalhos. Direção Marcelo Gianini. Ingressos: R$10,00/R$5,00 (estudantes e adultos acima de 65 anos)

Almanaque de Araque
Dias 08 e 09 de setembro (ensaios abertos) – 16h00
A sorte e o azar foram raptados. Para salvá-los o homem debaixo da escada tem de percorrer seis jogos e recolher as pistas que desvendam uma carta enigmática. No final, uma grande surpresa. Com a Cia. Levante. Texto de Antônio Rogério Toscano. Direção, Ana Roxo. Entrada Franca

Brincando no Escuro
15, 16, 22, 23, 29 e 30 de setembro – 16h00
Três crianças se vêem diante do desafio de brincar sem os recursos eletrônicos e tecnológicos atuais, embarcando numa lúdica viagem ao desconhecido mundo das brincadeiras, do imaginário, das canções e situações até então desconhecidas. Com a Cia. do Rido. Texto de Carlos Antonholi. Direção, Verônica Menezes. Ingressos: R$7,00.

Hamlet S. A.
06, 07, 13, 14, 20 e 21 de outubro – 20h00
Através de uma leitura do Hamlet, de William Shakespeare, o espetáculo nos coloca a todos, atores e espectadores, como Hamlets, isto é, não agimos, não sabemos como agir, somente reagir. Então, que resposta você daria a estes fantasmas que vêm do nosso passado cobrar nossas posições socialistas, nossos sonhos de fraternidade, igualdade e liberdade, fantasmas que lutaram por nós? Che Guevara, Chico Mendes, Marighela, Martin Luther King e tantos outros. Carregamos na carne a luta pela liberdade da qual estes homens participaram e pela qual morreram e ainda nos perguntamos “o que é que agente faz agora?”. Com a Cia. Estrela D´Alva de Teatro. Direção, Marcelo Gianini. Ingressos: R$20,00/ R$10,00 (meia).
------------------------------------------------------------------------------------------------
Acredito ser de grande importância participar e celebrar esta mostra, sendo que a maior parte dos artistas envolvidos são nossos amigos; além de ser um momento especial de levantar reflexões sobre os caminhos que tomamos após nos formarmos na ELT: sustentabilidade, manutenção da pesquisa continuada a partir dos processos da Escola, novos horizontes. E que todos ali nos inspirem a pensar um pouco mais sobre que retorno é a esta cidade que nos acolhe para desenvolvermos nosso estudo e nossa pesquisa sobre o fazer teatral, e qual o sentido cultural de investimento dela. Pois pra mim, a escola é o começo. O que vem depois é o grande desafio. E ser fiel ao pensamento livre que ela nos instiga é muito difícil, mas de repente é chave desta filosofia. Senão, que sentido teria ficar na ELT durante três ou mais anos exercitando este pensamento e após sair por aí negando esta escolha?
MERDA!
Marcio Castro
------------------------------------------------------------------------------------------------
Mostra??? É ótima a idéia de dar cara a essa temporada e usar o espaço também para a reflexão. Quando lançamos o edital pensando na atividade continuada como critério de seleção foi tentando valorizar a atividade dos grupos e a formação de público. Então, perfeito.Mas, deixa eu esclarecer uma coisa: os projetos foram apresentados ao edital individualmente, ok? Não como Mostra. De todo modo acho, pessoalmente, que é muito oportuno que se pense dessa Maneira, Márcio. E acho que podemos combinar algo em torno dos espetáculos, já que há esse alinhamento, anunciado aqui, entre os grupos. Pensem e nos digam.

Só para complementar: não vejo problema que se pense na temporada como Mostra, que se dê organicidade e eixo a ela. Pelo contrário, pessoalmente estou de acordo e acho a idéia muito bacana. O esclarecimento é só quanto ao edital: os projetos foram apresentados e julgados em separado, e não em bloco, certo?

Kil Abreu

2 comentários:

Fernanda disse...

Olá, desejo fazer contato com algum integrante do grupo OCHO LETRAS, através do e-mail xrayx@bol.com.br.

Obrigada,

Fernanda

Cineasta 81 disse...

LEgal,
mas não moro lá